Da descrição ao relatório de vistoria: uma proposta didática

Rodrigo da Silva Lima

Resumo


Esta narrativa tem por objetivo relatar, dentro de uma perspectiva sociointeracionista, uma experiência a partir da metodologia em Sequência Didática (SD) proposta por Dolz, Noverraz & Schneuwly (2004) para o ensino de Relatório de Vistoria no contexto da Construção Civil dentro da Educação Profissional Tecnológica (EPT). A presente experiência foi realizada com duas turmas de nível técnico do curso de Edificações. Após aulas de tipologia textual e descrição técnica, começa a apresentação inicial, dentro da própria escola, de escolher um local para descrever o que observavam para produzir um Relatório de Vistoria a partir da leitura de modelos do mesmo gênero textual da norma da ABNT 9050 sobre acessibilidade. Os alunos apresentaram durante a proposta uma escrita adequada e coerente com os gêneros que circula na esfera profissional, uma vez que foram avaliados tanto pelo critério da qualidade da descrição quanto pela correta interpretação da norma técnica e a sua correlação com o conteúdo apresentado no gênero textual.


Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Antônio Suarez. Curso de Redação. 12 ed., São Paulo: Ática, 2008, 168p.

ANDRADE, Maria Margarida de MEDEIROS, João Bosco. Comunicação em língua portuguesa. 5.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 4. ed. Trad. P. Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BRAIT, B. Perspectiva dialógica, atividades discursivas, atividades humanas. In: SOUZA-E-SILVA, M. C. P.; FAïTA, D. (Orgs.). Linguagem e trabalho: construção de objetos de análise no Brasil e na França. São Paulo: Cortez, 2002. p. 31-44.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental. Brasília: MECSEF. 1997. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio). Brasília: MEC, 2000.

DOLZ, Joaquim; NOVERRAZ, Michele; SCHNEUWLY, Bernard. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução de Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2004, p. 95-128.

FILHO, Paulo Bearzoti. Tópicos de Linguagem Redação: a Descrição Teoria e Prática. São Paulo: Atual, 1991.

NADÓLSKIS, Hêndricas. Normas de Comunicação em Língua Portuguesa. 25 ed. rev. e atual. segundo as regras do acordo ortográfico - São

Paulo: Saraiva 2009.

MARTINS, Dileta Silveira e ZILBERKNOP, Lúbia Scliar. Português Instrumental. 24 ed. Porto Alegre, Sagra Luzzatto, 2003.

GARCIA, Othon. Moacir. Comunicação em prosa moderna. 27. ed. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas, 2010.

SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução de Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2004, p. 95-128.

LIMA, Rodrigo da Silva. A experiência docente de professor de língua materna no ensino do gênero relatório de ensaio no contexto da educação profissional. LínguaTec, v. 1, n. 2, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2526-4478

______________________________________________________________________________