A literatura infanto-juvenil como instrumento mediador de reflexão na formação de professores

Taciana Oliveira Carvalho Coelho

Resumo


O objetivo deste artigo é descrever uma experiência de formação crítico-reflexiva de professoras-alfabetizadoras mediada pela leitura da obra “A fada que tinha ideias” (Almeida, 1976), visando a uma contribuição de relevância social para a transformação da prática pedagógica. No trabalho, são discutidos construtos teóricos sobre reflexão e reflexão-crítica, como propostos por Schön (2000), Freire, P. (1970/1984, 2002) e Dewey (1933/1959) e uma obra de literatura infanto-juvenil é utilizada como elemento desencadeador da reflexão crítica proposta.

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, F.L. 1976. A Fada que Tinha Ideias. Ática.

Dewey, J. 1933/1959. Como pensamos. Companhia Editora Nacional.

______.1938. Experience and Education. Collier Books.

Freire, P. 1967/1989. Educação como prática para liberdade. Paz e Terra.

______. 1970/1984. Pedagogia do Oprimido. Paz e Terra.

______. 1979. Educação e Mudança. Paz e Terra.

______. 1982. Texto oferecido na disciplina “Educação Popular” no curso de Pós-Graduação, ministrado por Paulo Freire. PUC-SP.

______. 2002. Pedagogia da Autonomia – Saberes necessários à prática educativa. Paz e Terra.

______. 2003. A importância do ato de ler. Cortez.

Gadamer, H. G. 1983. A razão na época da ciência. Tempo Brasileiro.

______. 1975/1996. Truth and Method. Continuum.

______. 2000. Da palavra ao conceito: a tarefa da hermenêutica enquanto filosofia. In: Almeida, C.L.S. (org.), Hermenêutica filosófica: nas trilhas de Hans Georg Gadamer. EDIPUCRS, p. 13-26.

______. 2002. Verdade e Método I. Traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. Vozes.

Hermann, N. 2002. Hermenêutica e Educação. Dp&A Editora.

Santana, J. S. L. 2007. Tópicos da Literatura Brasileira: o gênero infanto-juvenil. Disciplina oferecida no Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária da PUC-SP.

Schön, D. A. 1983. The reflective practitioner – How professionals think in action. Basic Books.

______. 1987. Educating the reflective practitioner. Jossey-Bass Publishers.

______. 1991. Cases in reflective practice. Teachers College Press.

______. 1992. Formação de professores como profissionais reflexivos. In: Nóvoa, A. (coord.), Os professores e a sua formação. Publicações Dom Quixote.

______. 2000. Educando o Profissional Reflexivo – um novo design para o ensino e aprendizagem. Artimed.

van Manen, M. 1990. Researching Lived Experience: Human Science For An Action Sensitive Pedagogy. The Althouse Press.




ISSN 2526-4478

______________________________________________________________________________