O ENSINO DA LÍNGUA INGLESA E SUA IMPORTÂNCIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO APLICATIVO E-TRANSPLANTE

Eliane Euzébio, Karla Maria Santos de Andrade Costa, Solange Cristina Maida Bazzon

Resumo


Este trabalho tem como objetivo descrever a execução do Projeto E-Transplante realizado por professores e alunos do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) da Faculdade de Tecnologia da Zona Leste. O projeto desenvolvido criou um aplicativo por meio do uso do sistema de geolocalização para melhorar a comunicação entre a equipe de transplante e o receptor. A língua estrangeira adotada para essa interação foi o inglês, em virtude de seu status de língua internacional ou franca no mundo todo. Dessa forma, o ensino do idioma para fins específicos (ESP), no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) justifica-se de modo bastante amplo, uma vez que em informática, não existem ferramentas, aplicação ou banco de dados em português (todos esses tópicos são em inglês), além do mais, os bons livros sobre informática são produzidos nos EUA, país que domina a informática no mundo. Para a execução do presente estudo fez-se necessário o intercâmbio entre as disciplinas do curso, proporcionando a interdisciplinaridade entre línguas estrangeiras e as áreas técnicas e tecnológicas.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, A.R.; Aprendizagem de inglês na formação do profissional em Análise de Desenvolvimento de Sistemas 2015. Disponível:Acesso em 01/09/2016.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia. 2010. Disponível em: . Acesso em 20/08/2016

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999. v.1.

CRUSE, R. M. & PECK, E. R. A Importância do Inglês para as tecnologias da informação. IN: # Tear: Revista de Educação Ciência e Tecnologia, Canoas, V.1, N.1, 2012. (1-12). Disponível em:

FAZENDA, I. Didática e Interdisciplinaridade. 13ª ed., Papirus, 2008.

INDRIUNAS, L. Como funciona a doação e transplante de órgãos. Disponível em: http://pessoas.hsw.uol.com.br/doacao-e-transplante-de-orgaos.htm. Acessado em: 18/09/2016.

KUROSE, J. F. e ROSS, K. Redes de Computadores e a Internet - 5ª Ed., Pearson, 2010.

MATHIAS, L. A. et al. (10 de 2004). O plantão noturno em anestesia reduz a latência ao sono. Revista Brasileira de Anestesiologia, 54, 693-699.

NONAKA, I. & TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa. 4.ed. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

OLIVEIRA, C.C. et al: eTransplant App to Improve Transplant Process in São Paulo - Brazil. Procedia Manufacturing, v.3, p.1989--1994, 2015. ISSN: 2351-9789 DOI: 6th International Conference on Applied Human Factors and Ergonomics and the Affiliated Conferences, (2015). disponível em

RATZ, W. Performance indicators in the Logistics of National Transplant System: A Case Study. USP. São Carlos (2006)

SANT’ANDRÉ, R. M. Algumas considerações sobre cursos superiores de curta duração sequencial e tecnológica. Rio de Janeiro: Paidéia, s.d.

SANTIAGO, A. C. S. Educação, cibercultura e a aprendizagem do Inglês técnico. Dissertação de mestrado. 2006. Disponível em http://www.estacio.br/mestrado/educacao/dissertacoes/dissert_ticpe_alessandra_santiago.p df. Acesso em 17/09/2016.

STEWART, T. A. Capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998

TRIPP, D. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica, Educação e Pesquisa, São Paulo, 2005. Disponível em .

ZIKMUND, B.; GRIFFIN, C. Business Research Methods, Eight ed., Australia South-Western, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2526-4478

____________________________________________________________________________________________________________________