INGLÊS PARA FINS ESPECÍFICOS: CONHECER A NECESSIDADE DOS ALUNOS, SELECIONAR TEXTOS AUTÊNTICOS E AVALIAR

Ana Carla Lanzi Ciola

Resumo


Sabemos da importância da língua inglesa nos cursos de tecnologia, uma vez que o mercado de trabalho exige profissionais que, além do conhecimento específico de sua área de formação, dominem também o idioma inglês. Ao professor de Inglês apresenta-se o desafio de buscar uma abordagem de ensino que desperte o interesse do aluno pela matéria e instrumentalize o seu uso no ambiente de trabalho. Diante deste desafio, buscou-se uma especialização através do curso English For Specific Purposes, Aligning Context With Practice And Materials (ESP) oferecido pela Oregon University. O curso ofereceu melhor conhecimento do ambiente do ESP, e capacitação do professor para preparação de material e avaliação contínua. O objetivo deste trabalho foi identificar as necessidades dos alunos da FATEC de Bauru em relação ao conhecimento da língua Inglesa a fim de oferecer uma melhor abordagem de aprendizagem. Inicialmente, escolheu-se para esta pesquisa um grupo composto de trinta (30) alunos, sendo vinte e cinco (25) homens e cinco (5) mulheres, todos matriculados na disciplina Inglês V do curso Banco de Dados. A aplicação de um questionário, e posterior análise, permitiu identificar os tipos de textos e assuntos que despertavam o interesse do aluno pelo aprendizado da língua.  Foram selecionados novos materiais, incluindo textos autênticos que contemplavam a área de Tecnologia da Informação (TI). Finalmente, foram elaboradas atividades didáticas que levaram em consideração as necessidades apresentadas pelos alunos. Observou-se um crescente e contínuo rendimento dos alunos, uma vez que os mesmos reconheceram nas tarefas propostas em aula, situações vivenciadas em seu dia-a-dia de trabalho. Conclui-se que a participação efetiva do aluno em sala de aula está diretamente ligada ao seu interesse pela mesma. Conhecer as necessidades dos alunos é o primeiro passo para então selecionar textos autênticos que permitam que os mesmos alcancem competência comunicativa em inglês.

Texto completo:

PDF

Referências


CELANI, M. A. A. O ensino de inglês instrumental nas universidades brasileiras. In: The ESPecialist, PUC-SP, nº. 3, 1981, p. 5-9.

COUNCIL OF EUROPE.Common European Framework of Reference for Languages: Learning, teaching, assessment. Cambridge: Cambridge University Press, 2001. Disponível em: http://www.coe.int/t/dg4/linguistic/Cadre1_EN.asp. Acesso em: 07 nov. 2016.

DUDLEY-EVANS, T.;ST. JOHN, M.J. Developments in English for Specific Purposes ESP: A multidisciplinary approach. Cambridge, UK: Cambridge University Press, 1998.

_____________. Course Design. In: Developments in English for Specific Purposes: A multidisciplinary approach. Cambridge, UK: Cambridge University Press, 2000.

FRIEDENBERG, J.; KENNEDY, D.; LOMPERIS, A.; MARTIN, W.; WESTERFIELD K.;. Effective Practices in Workplace Language Training: Guidelines for Providers of Workplace English Language Training Services, TESOL, Alexandria, VA: TESOL, 2003, p. 64-66.

GRAVES, K. Designing Language Courses: A Guide for Teachers. Boston, USA: Heinle & Heinle, 2000, p. 75-79, 260.

HUTCHINSON, T.; WATERS, A. English for Specific Purposes – A learning-centered approach. Cambridge, UK: Cambridge University Press, 1987.

JORDAN, R. English for academic purposes: A guide and resource for teachers. Glasgow, UK: Cambridge University Press,1997, p. 113-114.

MASIN, M.A. P. C. G. Análise de Necessidades na Disciplina de Inglês em um curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial, 151 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) PUC – SP, 2009, p.23. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/handle/handle/14102. Acesso em: 05 nov. 2016

OGLE, D. K-W-L:A Teaching Model That Develops Active Reading of Expository Text. In: The Reading Teacher, New Jersey: Wiley, v. 39, n.6,1986, p. 564-570.

ORACLE, Disponível em: http://education.oracle.com/pls/web_prod-plq-dad/db_pages. getpage?page_id=3#menu-training. Acesso em: 01 nov. 2016.

SERHAL, L. K. Oracle Database 11g: Data Warehousing Fundamentals, California, USA: Oracle, v. 1, 2009, p. 128-129.

SILVA, M. A., Inglês para a área de turismo: análise de necessidades do mercado e de aprendizagem, 105 f. Dissertação (Mestrado em Letras) PUC-Rio, 2007, p. 14-15 Disponível em: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/11426/11426_3.PDF. Acesso em: 30 out. 2016.

SMOAK, R. What is English for Specific Purposes? In: English Teaching Forum, v. 41, n.2, 2003, p. 22-27. Disponível em: http://americanenglish.state.gov/ files/ae/resource_files/03-41-2-g.pdf. Acesso em: 3 abr. 2014.

STREVENS, P. Teaching English As an International Language: From Practice to Principle,Oxford, UK: Pergamon Press, 1980, p.109.

THOMPSON, Chantal, ACTFL Annual Meeting, Nashville, USA: Brigham Young University, 1997.

WESTERFIELD, K. An Overview of Needs Assessment in English for Specific Purposes. In: Best Practices in ESP E Teacher Course. Oregon, USA: University of Oregon, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2526-4478

____________________________________________________________________________________________________________________